Com um início alimentado por brincadeira e desejo de se tocarem apenas umas covers, os Silverstage evoluíram para uma banda de... Silverstage: à moda antiga

Origem: França
Género: hard rock / heavy metal
Último lançamento: “Heart n’ Balls” (2020)
Editora: M & O Music
Links: Facebook | Bandcamp
Entrevista e review: Diogo Ferreira

Com um início alimentado por brincadeira e desejo de se tocarem apenas umas covers, os Silverstage evoluíram para uma banda de originais indicada para fãs do hard rock dos 1980s.

«O bom e velho heavy metal com o som de agora é o que qualifica Silverstage.»

Último lançamento: «“Heart n’ Balls” saiu em Janeiro, um pouco antes da quarentena, mas, apesar dessa situação, as coisas estão a ir muito bem. Melhor ainda, a nossa base de fãs está a crescer internacionalmente muito mais rápido do que o esperado. De momento, em todas as plataformas de streaming, a América do Sul e os EUA são os nossos maiores ouvintes. O bom e velho heavy metal com o som de agora é o que qualifica Silverstage.»

Conceito: «Sem conceitos e sem mensagens, apenas música vinda do coração com letras em inglês sobre diferentes aspectos da vida. Adoramos tocar ao vivo e ver o nosso público com um sorriso e uma atitude rock n’ roll positiva. Tocamos ao máximo que conseguimos, sem quaisquer tretas. Isso é mais do que suficiente para nós.»

Percurso: «Começámos isto como uma brincadeira, apenas para tocar algumas covers e para nos divertirmos. Mas falhámos! Após algumas semanas, criámos uma música e depois outra, e tivemos de admitir que tínhamos de arranjar um nome para esta banda! Então, aqui estamos, com a Marianne e as influências do hard metal dos anos 80. O Jeff Monaco, no baixo, foi influenciado por Steve Harris e Iron Maiden. Jayd, ‘O Urso’, na guitarra, é o homem maluco do metal rasgado. E o Lilian é o sangue novo, com uma abordagem mais moderna na bateria. Somos os Silverstage e tocamos heavy metal de hoje.»

Review: O que seria do rock sem as mulheres? Nada. Alvo de tantas letras e dalgumas situações menos respeitosas, as mulheres terão sempre uma palavra a dizer – Doro e Angela Gossow serão, porventura, os exemplos mais reconhecíveis. De França, o energético heavy metal / hard rock dos Silvertage é dominado por riffs e solos expansivos, assim como pela voz roqueira de Marianne G-Wolf que dá o mote primordial à banda e aos fãs: rockar até ao fim, sem medo!