Chrigel Glanzmann (Eluveitie): «“Ategnatos” cresceu de forma muito orgânica e baseia-se em intuição»
Olhando para trás cerca de 15 anos, de um projecto de estúdio a uma banda importante na cena folk metal, os suíços Eluveitie tornaram-se num dos maiores e mais amados colectivos no seio desse panorama. Questionado se algum vez imaginou que isso poderia acontecer, o mentor e vocalista Chrigel... Ler mais
Brittney Slayes (Unleash the Archers): “Música deve causar uma impressão profunda para que nunca queiras parar de a ouvir e de sonhar”
Formaram-se em 2007, mas foi o ano de 2015, com o álbum “Time Stands Still” e com o acordo firmado com a Napalm Records, que fez com que os Unleash the Archers saltassem para a ribalta. “Apex” é o longa-duração mais recente (2017) e foi a carismática vocalista Brittney... Ler mais
Terra Brasilis: o death metal melódico dos Kryour
Formados em 2014, os Kryour lançaram o primeiro single “Chaos Of My Dream” em 2015 e em 2016 o single “Falling in Oblivion”. Praticantes de um som influenciado pelo death metal melódico, há alguns meses lançaram o primeiro álbum, o conceptual “Where Treasures Are Nothing”. “Where Treasures Are Nothing”... Ler mais
Marcus Jidell (Avatarium): «Tomam-se decisões a toda a hora, e não te podes arrepender ou desfazê-las»
Fundados em 2012 por Leif Edling (Candlemass), os Avatarium deram-nos a conhecer o poderio das guitarras de Marcus Jidell e a voz contagiante de Jennie-Ann Smith. Agora sem Edling e após três álbuns, os suecos chegam ao quarto disco “The Fire I Long For”. A Metal Hammer Portugal chegou... Ler mais
Fernando Ribeiro (Moonspell): «Nós, como metaleiros, devíamos combater o racismo.»
No final de Outubro, os Moonspell deram arranque a uma enorme digressão dividida em 50 concertos que percorrem toda a Europa (estivemos presentes no concerto do Porto), e a Metal Hammer Portugal falou com o vocalista Fernando Ribeiro horas antes de subir ao palco do Simm City, em Viena... Ler mais
Hansi Kürsch (Blind Guardian): «Considero “Legacy Of The Dark Lands” a minha obra-prima»
Vinte e três anos depois de ser lançada a ideia para uma obra orquestral, Hansi Kürsch e André Olbrich cortam finalmente a meta com “The Legacy Of The Dark Lands”, um épico acompanhado pela Prague FILMharmonic e que é a sequela directa do livro “Die Dunklen Lande” do escritor... Ler mais
Behemoth: o sagrado e o profano

Todos sabíamos que os Behemoth teriam que surgir com um disco que fosse arrebatador não só musicalmente mas cujo título transmitisse de igual forma o mesmo espírito ultrajante de “The Satanist”, o álbum de 2014 que, com a sua notável execução musical e tendo como alicerce uma produção electrizante, seria acolhido pelos fãs como um dos melhores registos discográficos do colectivo polaco.

Ler mais
Tomi Mykkänen (Lowburn): «Começámos do zero no novo álbum, sem nada na gaveta»
Enquanto os finlandeses Battlelore decidem abrandar o ritmo e interromper actividade, Tomi Mykkänen e Henkka Vahvanen retomam Lowburn, side-project de heavy fuzzrock e fusão stoner-doom, iniciado em 2013 com o EP “Soaring High”. O primeiro álbum, intitulado “Doomsayer” (2015), contou com a produção de Billy Anderson (Melvins, Sleep, Pailbearer),... Ler mais
Karl Sanders (Nile): «Obtive a maior parte das ideias para a faixa “We Are Cursed” no Uber de Sacara ao Cairo»
Os Nile estão de regresso com “Vile Nilotic Rites”, disco lançado pela Nuclear Blast Records a 1 de Novembro do corrente, e por isso entrevistámos o eterno mentor da banda, o guitarrista e principal compositor Karl Sanders, que concordou que o som do grupo sofreu uma actualização para 2019.... Ler mais
Benjamin Guerry (The Great Old Ones) sobre Lovecraft: «Mestre de Providence, profeta dos pesadelos, anunciador da futilidade do ser humano»
Lançado no final de Outubro de 2019 pela Season Of Mist, o novo álbum dos lovecraftianos The Great Old Ones intitula-se “Cosmicism” e concentra-se no lado espacial do universo de HP Lovecraft, sendo bastante perceptível que se trata de um trabalho muito mais esotérico, atmosférico e ainda mais melódico... Ler mais