“Perfect Storm” é um álbum de músicas diversificadas que demonstra muita honestidade e uma surpreendente vontade para se fazerem experiências. Porcelain Shards “Perfect Storm”

Editora: independente
Data de lançamento: 07.03.2021
Género: heavy metal / punk rock

“Perfect Storm” é um álbum de músicas diversificadas que demonstra muita honestidade e uma surpreendente vontade para se fazerem experiências.

Mente criativa e inconformada, os eslovaco Martin Schwarz tem em Porcelain Shards o seu veículo artístico que foge dos dogmas e dos estereótipos do que é metal, adicionando-lhe outros condimentos como punk, indie rock e electro.

Deitando-se um olhar ao conceito, “Perfect Storm”, que é o trabalho mais recente do projecto, conta a história muito típica de um roqueiro à procura de fama. Nessa busca, a personagem anda de mãos dadas com drogas, insatisfação e uma montanha-russa de emoções que o direccionam à sua escuridão pessoal. Inicialmente, aquela pessoa rebela-se contra a sociedade e as suas regras, desprezando tudo o que o rodeia, mesmo que isso lhe tenha trazido sucesso. Os narcóticos são o seu refúgio, alegando que tem a situação sob controlo. Falha miseravelmente e cai em desgraça.

Musicalmente, podemos dizer “Perfect Storm” é uma amálgama dos gostos pessoais de Martin Schwarz. O punk rock orelhudo e massificado que vem da sua adolescência é o ingrediente mais evidente em vários temas, tendo-se como bom exemplo o inaugural “False Colours”. Contudo, o heavy metal ouve-se bem ao longo de nove faixas que incluem noções de death metal melódico em “Claws and Talons”, prog na frenética “Tony & the Starship” e na sombria “Fields of Eternity” ou ainda power metal na última “Hour of the Wolf”. Pelo meio não podemos esquecer o interlúdio electrónico que é “Deirdre’s Dance” e o indie rock que emerge mais na ingénua, sonhadora e libertadora aplicação vocal de Martin.

“Perfect Storm” é, em suma, um álbum de músicas diversificadas que, com alguns aspectos que podem vir a ser limados com mais mestria no futuro, demonstra muita honestidade e uma surpreendente vontade para se fazerem experiências.