Aleah “Aleah”

Aleah “Aleah”

Reviews 2 de Julho, 2020

Temos a certeza de que estes 83 minutos vão agradar e emocionar os fãs mais antigos de Aleah Starbridge, assim como há-de conquistar novos. O material foi realizado com primazia e manterá a chama acesa.

Ler mais
Svärd “The Rift”

Svärd “The Rift”

Reviews 2 de Julho, 2020

O que aqui temos pode ser visto como se os Iron Maiden se juntassem com os Baroness numa sala de ensaios e resolvessem criar algo que fundisse as duas essências.

Ler mais
Ice War “Defender, Destroyer”

União entre heavy, speed e punk, sendo que o último é brilhantemente incorporado.

Ler mais
DDENT “Couvre-sang”

DDENT “Couvre-sang”

Reviews 1 de Julho, 2020

Os franceses elaboraram um disco que dá alguns passos em frente em relação a trabalhos anteriores, diversificando assim uma paleta de sons que só o post-rock é capaz de albergar sem olhar a limites.

Ler mais
Väki “Kuolleen maan omaksi”

“Kuolleen maan omaksi” é, em suma, dedicação ao caos, um abismo imersivo que nos expiará todas as melancolias e sofrimentos – a morte sem sabermos que estamos mortos.

Ler mais
Falconer “From A Dying Ember”

Um disco muito diverso e cheio de boas ideias que apetece ouvir repetidas vezes.

Ler mais
Vile Creature “Glory, Glory! Apathy Took Helm!”

Se “O Exorcista” e “Midsommar” tivessem um filho ilegítimo, a sonoplastia e o artwork resultariam precisamente nisto.

Ler mais
Serment “Chante, Ô Flamme de la Liberté”

Áspero e a tempos desolador, mas melodioso, épico e algo sinfónico.

Ler mais
Paysage d’Hiver “Im Wald”

Se gostas de black metal rude e atmosférico, e se tens interesse em tirar duas horas da tua vida mundana para entrar no universo de Paysage d’Hiver, então “Im Wald” é para ti. Não te arrependerás!

Ler mais
Pale Divine “Consequence of Time”

“Consequence of Time” é um álbum formado nos moldes da escola retro do heavy e doom metal.

Ler mais