Ragnarok “Non Debellicata”

O nono disco dos Ragnarok é sólido e deve ser ouvido pelo menos uma vez por quem diz que ouve black metal com regularidade.

Ler mais
Despised Icon “Purgatory”

Despised Icon “Purgatory”

Reviews 13 de Novembro, 2019

Ao sexto trabalho de originais, com um hiato de alguns anos pelo meio entre 2010 e 2014, os Despised Icon, um dos ícones do deathcore, passe-se o trocadilho, voltam a mostrar por que são um dos nomes a ter em conta no cenário da música extrema.

Ler mais
Bölzer “Lese Majesty”

Bölzer “Lese Majesty”

Reviews 13 de Novembro, 2019

Um trabalho ao qual não se pode chamar maduro, antes iluminado, criado por uma banda temporal, geográfica e esteticamente desparelhada.

Ler mais
Hanging Garden “Into That Good Night”

“Into That Good Night” não nos parece um registo de risco, mas tem a grande mais-valia de ser um trabalho de balanço, de equilíbrios.

Ler mais
Wells Valley “Reconcile The Antinomy”

“Reconcile The Antonomy” é um trabalho claramente dedicado e complexo, que a cada nova audição nos oferece algo mais sem ser de mais.

Ler mais
ADE “Rise of the Empire”

“Rise of the Empire” é um tratado, uma declaração de guerra com sentença death metal.

Ler mais
Blind Guardian Twilight Orchestra “Legacy Of The Dark Lands”

Roma e Pavia não se fizeram num dia. JRR Tolkien não inventou a Terra Média numa semana num escritório em Oxford. “Legacy Of The Dark Lands” é a Roma e a Terra Média de Hansi Kürsch e André Olbrich.

Ler mais
Wolfbrigade “The Enemy: Reality”

“The Enemy: Reality” é um disco compensador, porque estamos perante cinco músicos experientes que sentem a música que criam como se estivessem no meio do circle-pit.

Ler mais
Agnostic Front “Get Loud!”

“Get Loud!” vence porque é real e faz-nos sentir que pertencemos a uma coisa que não é falsa.

Ler mais
Schammasch “Hearts of No Light”

A experiência vivida em “Hearts of No Light” é abastada e sempre muito sensorial, mostrando que os Schammasch sabem como se devem movimentar neste campo mais esotérico, estando nós, muito provavelmente, perante o melhor álbum dos suíços.

Ler mais