Nascidos em 2017, os canadianos Out Of The Void contam já com dois discos de originais do mais tradicional heavy metal vindo das terras... Out Of The Void: o fim da inocência

Origem: Canadá
Género: heavy metal
Último lançamento: “Evil Unleashed” (2019)
Editora: Screaming Earth Studios
Links: Facebook
Entrevista e review: João Correia

Nascidos em 2017, os canadianos Out Of The Void contam já com dois discos de originais do mais tradicional heavy metal vindo das terras da América do Norte.

«Esperamos que as mensagens sejam interessantes e instigantes e que os ouvintes se divirtam da mesma maneira que nos divertimos a criar cada música.»

O que esperar: «Ao trabalharmos no nosso disco de estreia “The Earth Screams”, a palavra de ordem foi aprender. Foi a nossa primeira vez em estúdio e tivemos que juntar todas as peças e olhar para trás. Estamos orgulhosos desse lançamento, mas tínhamos a intenção de utilizar tudo o que aprendemos como um trampolim para melhorar “Evil Unleashed”. Muita gente descreve-nos com diversos estilos de metal, mas depois ouvem a próxima música e a seguinte e dizem “OK, vocês são heavy metal, ponto. Esperem algo familiar, mas feito de maneira diferente. Sentimos que o significado por trás de cada música seria importante para nós, esperamos que os ouvintes retirem as folhas das letras e ouçam o que estamos a dizer. Como artistas independentes, não temos apoios, mas isso significa que também não enfrentamos pressões relacionadas com a nossa criatividade. Fazemos o que gostamos e esperamos que seja bem recebido.»

Conceito: «O conceito da faixa-título e da capa de “Evil Unleashed” é vagamente baseado num tiroteio em massa. Explora a ideia de que talvez a sociedade tenha um papel a desempenhar na criação do ambiente que poderia levar a um acto tão horrível. Não é que o álbum adopte uma postura política forte, mas tentamos desafiar o ouvinte a pensar. “Anthem of Doom” mergulha no fascínio dos líderes cultistas e na armadilha de procurar um significado mais profundo por trás das palavras. “Merciless Trench” fala sobre a primeira guerra, mas da perspectiva do soldado. “Head Held High” foi escrita sobre a decisão de um conhecido de optar pela morte assistida por um médico. “Enter the Grave” pergunta: “Viveste a tua vida correctamente?” Esperamos que as mensagens sejam interessantes e instigantes e que os ouvintes se divirtam da mesma maneira que nos divertimos a criar cada música.»

Influências: Estamos a evoluir, o primeiro disco foi um trampolim. Aprendemos muito nos últimos três anos e queremos lançar três álbuns em três anos. O nosso objectivo é continuar a progredir e lançar no ano que vem algo ainda melhor do que nos dois anos anteriores. As bandas que nos influenciam são Iron Maiden, Black Sabbath, Dio, Judas Priest, Megadeth, Metallica e muitas mais. Gostamos de muitos estilos diferentes. No final, sentimos que estamos apenas a fazer as nossas próprias coisas com um pouco do sabor dos que vieram antes de nós.»

Review: Nada como ouvir os Out Of The Void para sorrirmos com a pureza do heavy metal tradicional que praticam. A banda canadiana é composta por Joe Babcock (guitarra, baixo, bateria) e Gord Dillon (voz, guitarra). Por enquanto, chega. Nota-se que o principal objectivo dos Out Of The Void é crescer e ganhar identidade; ouvimos influências claras de Metallica, Judas Priest e Megadeth, todas elas bandas que são excelentes pontos de partida para ambicionar algo maior. “Merciless Trench” é um tema forte, se bem que denota uma certa verdura por parte da banda. Contudo, o essencial está presente: heavy metal clássico que desrespeita rótulos, uma vontade indómita de se expressar e uma abordagem interessante à guerra das trincheiras, a I.ª Guerra Mundial. A banda ambiciona editar um disco por ano; querer é poder e temos a certeza de que, assim, avançarão cada vez mais rapidamente em direcção aos seus objectivos.