‘Sair do armário’, como se diz na gíria, sempre foi algo difícil de se fazer na comunidade metal devido a toda... Sean Reinert (1971-2020): «Essa cena com que estão a abanar a cabeça? É uma cena gay, metal gay»

‘Sair do armário’, como se diz na gíria, sempre foi algo difícil de se fazer na comunidade metal devido a toda uma existente ostentação de postura macho-man, como se o metaleiro tivesse de ser o exponente máximo da masculinidade. Para alguns, diferença e diversidade é uma afronta, como se o metal tivesse de ser intocável e catolicamente puro – partindo-se desde já do princípio que isso não é nada metal. Quem nunca ouviu um comentário (e não uma piada, é diferente) homofóbico de alguém que a seguir canta Judas Priest apaixonadamente?

Muitas vezes, a luta e a noção partiram de cima, das estrelas, sejam elas homossexuais ou heterossexuais. Rob Halford revelou ser gay em 1998, Gaahl, figura do black metal, em 2008, Masvidal e Reinert em 2014.

«Essa cena com que estão a abanar a cabeça? É uma cena gay, metal gay, meu», disse Sean Reinert (1971-2020) numa entrevista ao LA Times.

Paul Masvidal, que fundou os proggers Cynic com Reinert em 1987, já tinha revelado a sua orientação sexual aos amigos e à família em 1991, mas o colega demorou mais tempo. Em digressão, Masvidal começou a frequentar bares gay, com Reinert a comentar na mesma entrevista: «Eu sabia que, secretamente, também queria ir a esses bares. Mas, na altura, o meu estereótipo de gay era usar vestidos e tops. Não tinha nenhum modelo masculino no metal que fosse gay.»

De facto, Masvidal confessa que a digressão com Cannibal Corpse no início dos anos 1990 foi «traumática» e carregada de epítetos anti-gay. «Não pertencemos aqui», pensou.

O ano de 2014 foi então o momento em que os dois músicos falaram aberta e publicamente sobre a sua homossexualidade, com Reinert a terminar: «Pessoas gay estão em todo o lado, em todos os empregos, a tocar todo o tipo de música, e sempre o fizemos. Demorou anos para, finalmente, ter a coragem suficiente para dizer, ‘se tens um problema com isso, então manda fora os nossos discos; é um problema teu, não meu’.»

Paul Masvidal e Sean Reinert fundaram Cynic em 1987 e “Focus” (1993) é tido como um dos baluartes do metal progressivo e experimental. Os dois músicos participaram também em “Human” dos Death, lançado em 1991. Portal e Æon Spoke são outros dois projectos da dupla.

Sean Reinert faleceu a 24 de Janeiro de 2020.

Sobre o metal ser ou não ser gay-friendly, Ricardo Pereira (Moonshade) dá a sua humorada opinião AQUI.