Depois de o secretário da Aquicultura e Pesca do Brasil ter afirmado que o peixe é um bicho inteligente que foge quando vê uma... Rock leva ao aborto e satanismo, e que mais?

Depois de o secretário da Aquicultura e Pesca do Brasil ter afirmado que o peixe é um bicho inteligente que foge quando vê uma manta de óleo (com Jair Bolsonaro a corroborar), eis que Dante Mantovani surge com um dos chavões mais batidos de sempre, insinuando que o rock leva ao aborto e satanismo.

Por cá, em Portugal, também já passámos por uma histeria idêntica aquando do crime de Ílhavo na viragem do século (com várias peças de reportagem, reconstituições e debates), recuperando-se mais abaixo um dos clips presentes no YouTube, neste caso da TVI.

Brasil e EUA sempre reinaram no que toca a talk shows polémicos e evangelização televisionada, por isso a Metal Hammer Portugal junta neste post alguns dos mais mediáticos momentos, como os telefonemas entre Bob Larson e Glen Benton (Deicide) ou as aparições televisivas de Marilyn Manson e GG Allin, entre outras compilações da autoria da Loudwire.

-/-

De volta à década de 1990, a rádio ainda era uma potência – que já se perdia velozmente para a televisão – e esses anos foram ricos em evangelistas que pregavam em ambas as plataformas. Um deles era Bob Larson que, com o membro de Deicide, protagonizou acesas discussões radiofónicas/telefónicas, envolvendo mesmo ameaças de pancada e morte. “Kumbaya, Jesus swallows loads”, grunhia Glen a Bob .
Numa entrevista concedida à extinta Ultraje aquando do lançamento de “Overtures of Blasphemy” (2018), Glen Benton comentava: «Bob Larson é um homem do espectáculo, faz dinheiro a vender religião. Não falo com o Bob há anos, desde que me deu permissão para usar a sua voz no álbum “In Torment in Hell” [2001] «O Bob é um entertainer», reflecte, para concluir de forma madura: «Ele entretém por deus e eu entretenho pelo demónio, ele adora o que faz e eu adoro o que faço. Mas no final do dia têm de se lembrar que é entretenimento.»