Banda de poucas palavras que prefere exprimir-se através do seu black metal, eis os Paerdition. Paerdition: malditos sejam!

Origem: Finlândia
Género: black metal
Último lançamento: “Kirottu olkoon nimesi!” (2020)
Editora: Narcoleptica Productions
Links: Facebook | Bandcamp
Entrevista e review: Diogo Ferreira

Banda de poucas palavras que prefere exprimir-se através do seu black metal, eis os Paerdition.

«Puro ódio, black metal intransigente.»

O que esperar: «Puro ódio, black metal intransigente, riffs de arrancar cabeças e profanidade.»

Conceito: «Religiões e insanidade humana.»

Sonoridade e referências: «Som metal da velha-guarda. As referências musicais são Horna, Mayhem e Thyrane.»

Review: Num riff inicial que tem tons híbridos entre black e death metal, temas como “Orja” acabam por se inclinar à primeira ala através de mais um conceito híbrido entre melodia e dissonância, gerando assim um ambiente inquietante. Todavia, os finlandeses também são hábeis em incorporar noções mais ancestrais através de excursões a tonalidades mais heavy metal e punk, ainda que muito fugazmente – é preciso tomar-se atenção. Certeiros mas tresloucados, os Paerdition não são para ouvidos ortodoxos.