Em entrevista concedida por Nergal (Behemoth) à Metal Hammer Portugal a propósito do novo álbum do seu projecto blues/country Me and That Man, o... [Exclusivo] Nergal: «Quando me chatear com a política polaca, talvez seja boa ideia mudar-me para Portugal»
Foto: Grzegorz Gołębiowski

Em entrevista concedida por Nergal (Behemoth) à Metal Hammer Portugal a propósito do novo álbum do seu projecto blues/country Me and That Man, o polaco partilhou algum do conhecimento e gosto que tem por Portugal.

«Na verdade, tenho grandes memórias de Portugal. Tenho alguns amigos aí, como o Fernando dos Moonspell. Já aí fui de férias. Os concertos foram óptimos, mas lembro-me da última vez que estive uns dias em Lisboa – eu e a miúda –, e fomos ver Metallica. Até consegui estar com o Lars Ulrich. Adoro a cidade. Já estive no Porto e em Lisboa, mas nunca fui mais para sul. Quando esta histeria [do coronavírus] terminar e quando pudermos viajar livremente pelo mundo, um dos meus planos é explorar mais Portugal. Parece-me um país acolhedor, com boas pessoas, não é muito caro, clima belíssimo, mulheres bonitas, praias porreiras, arquitectura bonita… Vale mesmo a pena ir aí. E não estou a ser só simpático, estou a falar a sério.» ‘E não te esqueças da comida…’, indagamos deste lado. «Absolutamente, pá! O vosso ceviche é maravilhoso. Gosto muito.»

E, quem sabe, podemos vir a ter Nergal a viver no nosso país. «Lembro-me que quando vi Vltimas em Londres, falei com o Rune [Eriksen], que é norueguês, e disse-me que está a viver na zona de Lisboa. E eu pensei: ‘Porra, talvez seja uma boa ideia ter uma casa de férias algures em Lisboa. Quando o clima na Polónia for uma merda ou quando me chatear com a política, talvez seja boa ideia mudar-me para lá.’ Nunca se sabe…»

“New Man, New Songs, Same Shit, Vol. 1” é o novo disco de Me and That Man e tem data de lançamento a 27 de Março pela Napalm Records.

Os Behemoth actuarão na edição de 2020 do Vagos Metal Fest.