Da Suíça, os DevilsBridge oferecem-nos heavy metal moderno e melódico com composições cheias de energia cativante que nos farão querer ouvir... DevilsBridge: em frente, sem descanso

Origem: Suíça
Género: heavy/melodic metal
Último lançamento: “Endless Restless” (EP, 2020)
Editora: Fastball Music
Links: Facebook | Instagram

Da Suíça, os DevilsBridge oferecem-nos heavy metal moderno e melódico com composições cheias de energia cativante que nos farão querer ouvir mais.

«Música directa vinda da nossa mente.»

Apresentação: «Com o nosso primeiro lançamento, queremos dizer olá. Somos os DevilsBridge da Suíça. Achamos que o que fazemos vale a pena, então por que não deixar toda a gente ter um gosto disto? Somos metal melódico moderno, porque é difícil definir a nossa música. Pensámos em esperar pelas críticas ao nosso EP para ver o que dizem… Mas de alternative a groove e core metal, não ajudou [a definir o género]. Somos [uma banda] female fronted com queijo suíço metal. [risos] Música directa vinda da nossa mente.»

Conceito: «Falamos sobre as coisas com que nos resolvemos. Por exemplo, problemas de saúde na família ou a experiência de crescer com duas culturas diferentes, problemas que tínhamos no início da banda. Algumas músicas são apenas jogos mentais.»

Evolução e referências: «Foi um longo caminho para fazer nascer DevilsBridge, mas, depois da Dani Nell se ter juntado, conseguimos um empurrão e mais possibilidades – portanto, esse foi o principal passo na evolução. Referências musicais… De Adele a Pantera, de Sia a Type O Negative, de FFDP a In Flames, temos muitas influências, mas nada que seja realmente principal.»

Review: Com uma excelente produção sonora e visual, estes suíços respiram heavy metal por todos os poros dos seus corpos. Com base no heavy metal, os DevilsBridge abordam conceitos sonoros mais contemporâneos, do power metal ao melodic metal, passando por algumas breves noções de rock alternativo. Temas como “Endless Restless Heart” entram no ouvido com enorme facilidade e fazem com que se queira ouvir mais. Aconselhado para amantes de metal melódico na veia de uns Evergrey, as guitarras e a voz de Dani Nell são uma grande conquista. É uma banda para ficar sob radar!