Fundados em 2017, os Varde, um trio com membros que têm no seu currículo bandas como Nordjevel, Alsvartr e Dødheimsgaard, chegam... Varde: visões nas florestas do norte
Foto: cortesia Nordvis Produktion

Fundados em 2017, os Varde, um trio com membros que têm no seu currículo bandas como Nordjevel, Alsvartr e Dødheimsgaard, chegam ao LP de estreia “Fedraminne”, com data de lançamento a 27 de Novembro de 2020 pela Nordvis Produktion.

Com Koll (voz) a compilar poemas noruegueses datados do Séc. XIX desde há muitos anos com a intenção de os musicar, os Varde cedo começaram a trabalhar naquele que se tornou o EP debutante “Asgaardsreien” (2018), um registo com origens numa cabana fora da urbe, numa altura em que também já se compunha este “Fedraminne”.

Assim, os noruegueses apresentam-se através de uma força primordial que lhes corre nas veias. Entre black e folk metal, “Fedraminne” é cru mas sofisticado, uma canalização de memórias ancestrais alimentada por uma profunda ligação a uma era romântica centrada em poemas noruegueses tradicionais do Séc. XIX.

Ao longo de oito faixas, o metal enegrecido de Varde está impregnado de melodias folclóricas persistentes, riffs ferozes e execuções vocais apaixonadas que ecoam o chamamento da natureza selvagem nórdica. Por outro lado, há também espaço para ambientes acústicos sombrios, leads de saxofone e batidas industriais, tudo isto para contar uma história com ousadia.

Como repto final para te fazer ouvir este “Fedraminne”, instintos, visões e memórias ancestrais inspiraram os Varde a comporem uma colecção de músicas atemporais que provam que o passado está vivo.