Quarteto de stoner rock/metal mexicano, os The Dark Silence of Death prestam homenagem a George Romero, considerado o maior realizador de... The Dark Silence of Death: noite dos mortos-vivos

Origem: México
Género: stoner rock/metal
Último lançamento: “The Unliving” (2020)
Editora: independente
Links: Facebook | Bandcamp

Quarteto de stoner rock/metal mexicano, os The Dark Silence of Death prestam homenagem a George Romero, considerado o maior realizador de filmes de zombies.

«Nunca pensámos que o nosso álbum conceptual pandémico fosse realmente concebido durante uma pandemia global real.»

O álbum: «“The Unliving» é a primeira aposta com a formação actual, que sentimos que trouxe coesão ao nosso som. O processo começou quando estávamos a promover o álbum de estreia. A faixa-título surgiu muito orgânica durante os ensaios e o conceito foi fácil de acertar, já que tínhamos discutido fazer um EP com um conceito a envolver zombies. Na verdade, foi um rascunho inicial do que mais tarde se tornou a capa do álbum, o que desencadeou toda a escrita e montagem das peças para tal história. Quando terminámos a faixa-título, uma a uma, as músicas seguintes começaram a fluir, e de repente não tínhamos um EP mas um álbum. A gravação começou no final de Novembro de 2019 e, ironicamente, aconteceu a pandemia global quando estávamos prestes a gravar as guitarras. Por isso, naturalmente, tivemos de fazer uma pausa antes de nos podermos reunir para gravar as vozes e o resto do trabalho necessário. Finalmente, foi em Junho de 2020 que tivemos tudo reunido e pronto para ver a luz. Nunca pensámos que o nosso álbum conceptual pandémico fosse realmente concebido durante uma pandemia global real.»

Conceito: «Totalmente Romero e Fulci. Queríamos que cada faixa conduzisse os nossos ouvintes por um apocalipse zombie. Começando com “From Decay”, transmite a mensagem a quem ainda está vivo de que aqueles que andam por aí já não são humanos. Segue-se a faixa-título, em que é estabelecido que os mortos-vivos governam o mundo, e, a partir daí, o conceito desenrola-se através da infecção, do desejo por carne humana, tornando-se tudo num festim. Faixa a faixa, procuramos homenagear George Romero e Lucio Fulci, contando sonoramente uma história em que os mortos trazem o inferno aos vivos.»

Evolução e influências: «Sentimos que o nosso som foi definido por este álbum, porque mesmo quando tentámos ritmos diferentes e quando trouxemos outros elementos, como batidas explosivas ou bateria tipo thrash na nossa mistura, ainda assim pousámos naquela particular assinatura heavy doom. É difícil apontar artistas específicos como influências musicais, uma vez que gostamos de uma grande variedade de metal e dos seus subgéneros, e outros géneros, como blues. Também temos mestres do terror favoritos, como Dario Argento, George Romero, Lucio Fulci, Sam Raimi, e a lista continua. O que fazemos é misturar tudo.»

Review: Entusiastas dos mortos-vivos, com o realizador George Romero como grande influência, este quarteto mexicano oferece-nos um stoner rock/metal com teor de terror ao invés de deserto. A um ritmo arrastado, como os passos desengonçados dos zombies, os The Dark Silence of Death criam um ambiente desconfortável, como se a maldade e a morte estivessem à espreita em cada esquina. Em complemento, temas como “The Unliving” incluem também inspirações no rock n’ roll e, para os mais atentos, no black metal.