Mötley Crüe “Dr. Feelgood”: renascimento e morte

Decorria o ano de 1989. Os Mötley Crüe chegavam pela primeira vez ao top de vendas da tabela Billboard 200 com “Dr. Feelgood” e faziam-no sóbrios. Respirava-se compromisso no seio da banda e nunca haviam registado vendas tão rápidas como o faziam agora. Tudo parecia perfeito, quando na realidade caminhavam rumo a um novo abismo.

Ler mais