Numa iniciativa levada a cabo pelo célebre radialista norte-americano Howard Stern, os Metallica relembram os tempos passados com Lou Reed. Lars Ulrich sobre Lou Reed: «Era um porreiro»

Corria 2011. Nesse ano saía “Lulu”, o álbum colaborativo de Metallica e Lou Reed. De um lado os metaleiros mais famosos do mundo, do outro um poeta cantor. Para muitos, incluindo artistas, este é um daqueles álbuns que não devia existir sequer, sendo realmente esmagado pela crítica e pelos fãs. Para a posteridade fica o verso «I am the table!».

Numa iniciativa levada a cabo pelo célebre radialista norte-americano Howard Stern, os Metallica relembram os tempos passados com Lou Reed.

«Era um porreiro e esteve nesta sala, onde estamos agora», diz Lars Ulrich.

Howard Stern interage: «Sempre ouvir dizer que ele [Lou Reed] era o filho da p*ta mais chateado do planeta. Do tipo, fazia-vos parecer calmos.» «Era um escudo protector», responde Lars. «Demorou um bocado, mas quando o gelo foi quebrado na sala de ensaio e percebeu que estava seguro connosco, baixou a guarda completamente e era o homem mais doce.»

Kirk Hammett partilhou também a sua experiência: «Foi muito engraçado, porque quando estávamos aqui a tocar, ele tinha as suas próprias regras. Quando tocávamos alguma música e eu ia ao pedal de wah, ele ia logo ao microfone e dizia: ‘NÃO! Nada de pedal wah, nada de solos! NÃO!’»

Loud Reed morreu em 2013. Tinha 71 anos.

Recorda as três músicas que os Metallica tocaram no The Howard Stern Show AQUI.