“Arrows from Below” reforça a devoção que os Israthoum têm pela arte que praticam e não fica em nada a dever à restante discografia... Israthoum “Arrows from Below”

Editora: New Era Productions
Data de lançamento: 13.12.2019
Género: black metal
Nota: 3.5/5

Nome com bons álbuns em carteira mas pouco badalado, os Israthoum têm raízes portuguesas e há vários anos que estão sediados na Holanda. De lançamento em lançamento foram crivando o black metal com a sua criatividade que oscila entre as bases do estilo e algum toque pessoal que oferece uma cor muito particular.

Neste final de 2019 chegam ao quarto álbum “Arrows from Below” que testemunha exactamente o que foi descrito no parágrafo anterior. Com uma expressão explosiva, o grupo canaliza atmosfera e algum esoterismo através de black metal orgulhoso e robusto que evidencia interessantes dinâmicas, especialmente devido a bons e orelhudos leads melódicos, como na faixa “Ascetic Temples”.

Violento e ominoso, com muita imersão negra à mistura, o novo trabalho dos Israthoum possui o ouvinte sem dificuldades. Num caminho ziguezagueante entre melodia e dissonância, mas sem nunca se perder o tino, o lado mais profundo da estética musical da banda encontra-se, por exemplo, mas mais arrastada e encorpada “Laetetur Cor”, esta que, com “Bracu Magistrïs”, exibe letras em português.

Nesta vasta malevolência, o colectivo consegue, por fim, demonstrar alguma abordagem etérea muito à custa de uma produção que não é cristalina mas que oferece um sentido muito atmosférico e, acima de tudo, perceptível do que está a acontecer, nomeadamente se atentarmos à divisão plena entre os riffs de duas guitarras que se complementam, como por exemplo na mais cerimonial “Adlivun”.

“Arrows from Below” reforça a devoção que os Israthoum têm pela arte que praticam e não fica em nada a dever à restante discografia – aliás, este novo disco prova como se pode ter um catálogo consistente.