Álbum clássico dos Metallica, “…And Justice For All” (1988) sempre recebeu críticas negativas devido à falta de baixo, na altura um instrumento à responsabilidade... Hetfield sobre a falta de baixo em “…And Justice For All”: «Estávamos esgotados»

Álbum clássico dos Metallica, “…And Justice For All” (1988) sempre recebeu críticas negativas devido à falta de baixo, na altura um instrumento à responsabilidade de Jason Newsted, que substituíra o falecido Cliff Burton (1962-1986).

Agora, numa entrevista à fanzine So What!, com citações repercutidas pela Blabbermouth, James Hetfield fala sobre o assunto. Caso Jason tenha abordado James e Lars sobre um baixo quase inaudível, o vocalista/guitarrista respondeu: «Provavelmente fê-lo. Não sei qual foi a minha resposta na altura, mas já estava a modos que feito. Isto é, direi que não foi do tipo ‘ele que se foda, vamos metê-lo abaixo’. Isso é certo. Queríamos o melhor som que conseguíssemos. Era o nosso objectivo. Estávamos desgastados. Estávamos fritos. A andar para trás e para a frente. Dar um concerto. Sem earplugs, nada. Regressas ao estúdio, a tua audição não existe. Se os teus ouvidos não conseguem ouvir o lado high end, vais aumentá-lo. Aumentámos o high end cada vez mais e, de repente, o low end não existia. Portanto, sei que isso teve um papel maior do que qualquer obscurecimento ou mal-entendido para com o Jason, de certeza. Estávamos fritos. Estávamos esgotados.»

Recorda a história de “One” AQUI.