Com 20 anos de carreira, os Hyems podem inspirar-se na segunda vaga do black metal, mas tentam sempre incluir ingredientes pessoais para soarem mais... Hyems: anatomia do fracasso

Origem: Alemanha
Género: black metal
Último lançamento: “Anatomie des Scheiterns” (2020)
Editora: Black Sunset / MDD
Links: Facebook | Bandcamp
Entrevista e review: Diogo Ferreira

Com 20 anos de carreira, os Hyems podem inspirar-se na segunda vaga do black metal, mas tentam sempre incluir ingredientes pessoais para soarem mais a si próprios e ao mais recente conceito que anda à volta do fracasso global.

«Fracasso tem um forte impacto na nossa vida e na história da humanidade.»

Novo lançamento:
DM: «Com “Anatomie des Scheiterns” lançámos a nossa visão do black metal – nada mais, nada menos. Uma estrutura básica baseada na clássica Second Wave of Black Metal ampliada com alguns ingredientes pessoais.»
AEJ: «Objectivos? Já não somos crianças – não acreditamos em sucesso.»

Conceito:
AEJ: «O conceito do álbum é sobre como o fracasso molda a nossa história. Num nível social, político ou pessoal, o fracasso tem um forte impacto na nossa vida e na história da humanidade. A supremacia mata-me de tédio. Não há dor e tragédia na vitória. “Anatomie des Scheiterns” tenta pesquisar como os abismos humanos levam a momentos cruciais de fracasso.»

Sonoridade:
DM: «O black metal dos anos 90 sempre foi a nossa principal influência. É a música com a qual crescemos e a primeira coisa que criou um tipo especial de sentimento, portanto não havia hipótese de não se formar uma banda e criar arte. Apesar de termos enriquecido o nosso som com alguns elementos de death metal durante um certo período, voltámos à ideia original de Hyems com o EP “Im Jetzt die Asche”. Desde então refinámos o nosso estilo musical de lançamento em lançamento, mas com uma visão clara e sem perder o rumo. “Anatomie des Scheiterns” é o destaque da nossa evolução musical até agora, adicionando-se mais algumas melodias e com um foco mais claro na atmosfera do que nos álbuns anteriores.»

Review: “Anatomie des Scheiterns” apresenta temas cuja estrutura assenta invariavelmente nos moldes do black metal, sendo os mais apelativos aqueles que melhor exploram diferentes atmosferas melódicas a partir das variações rítmicas, numa amostra que vai do hínico “In Diesem Graben” ao mais melancólico “Zerwurfnis Im Tal Josaphat”, até à última faixa do alinhamento, a muita intensa “In Ketten”, que podes ouvir aqui. A combinação entre negritude e melodia é uma mais-valia e a maior conquista dos Hyems.