Post-black metal místico e muito sentimental, por vezes angustiante até, que nos guia por brumas perdidas no tempo e desfiladeiros com o seu fundo... Fellwarden “Wreathed in Mourncloud”

Editora: Eisenwald
Data de lançamento: 26.06.2020
Género: post-black metal
Nota: 3.5/5

Post-black metal místico e muito sentimental, por vezes angustiante até, que nos guia por brumas perdidas no tempo e desfiladeiros com o seu fundo escondido por sombras e pó.

Projecto pessoal de Frank ‘The Watcher’ Allain (Fen), Fellwarden chega ao segundo álbum “Wreathed in Mourncloud” e prossegue o modelo criativo estabelecido na estreia “Oathbearer” (2017), mas também inclui muito do post-rock que começou a ter uma posição determinante em Fen, como se pode verificar em “The Dead Light” (2019). Outra semelhança, para além da sonora, passa pela inspiração que o inglês tem nas paisagens da sua terra natal.

“Wreathed in Mourncloud” é uma jornada muitíssimo espiritual e sensorial que assenta toda a sua amplitude em cascatas de guitarras híbridas que tanto fornecem a aspereza do black metal como nos fazem levitar com leads cintilantes afectos ao post-rock. Em complemento, os teclados criam todo um ambiente que tanto pode ser onírico como emocionalmente devastador, tamanha a tragédia que daí rebenta tantas vezes ao longo do disco. Já as vozes desdobram-se em rugidos assoladores e desesperados, mas também em tristes e nostálgicos segmentos limpos suportados muitas vezes por coros que preenchem as páginas desta história com palavras de arrependimento e resolução.

Ao longo de cerca de uma hora, tudo isto é-nos oferecido através de post-black metal místico e muito sentimental, por vezes angustiante até, que nos guia por brumas perdidas no tempo e desfiladeiros com o seu fundo escondido por sombras e pó.