Daemonarch: invocação da Lei de Talião

Paralelamente à promoção de “Sin/Pecado”, um disco que não fora muito bem recebido em alguns mercados, os Moonspell começaram a desenvolver um outro projecto – o muito secreto Daemonarch.

Ler mais
Terra Brasilis: a arte negra e protestante dos Paradise In Flames
Paradise In Flames é uma das revelações do metal extremo no cenário brasileiro. Fomados em 2002 com uma proposta para confrontar as ideias, utilizam da essência do death/black metal com um clima denso e pesado: «Queríamos fazer algo diferente, e na altura não havia nenhuma banda a fazer este... Ler mais
Ghost: 10 coisas que não sabias sobre “Opus Eponymous”

O álbum de estreia dos Ghost, “Opus Eponymous”, fez 10 anos em 2020. Aqui estão 10 coisas que não sabias sobre esta obra-prima do metal ocultista.

Ler mais
Moonspell “The Greater Good”: as primeiras impressões
«Depois do “1755” vamos retomar onde achamos que deixámos o “Extinct”. Esse disco tem quase uma vida própria, um sabor a novo começo, ou pelo menos uma coisa que nós nunca fizemos antes, o que é bastante motivador», disse Fernando Ribeiro, vocalista dos Moonspell, em 2017. Três anos depois,... Ler mais
Perdidos no Arquivo: Saga

Perdidos no Arquivo: Saga

Artigos 19 de Novembro, 2020

Introdução à saga dos Saga (1977-)Este mês, o “Perdidos no Arquivo” é muito específico – não é sobre a carreira dos Saga, o lendário grupo canadiano de rock progressivo, mas sobre uma das suas obras-primas que se estendeu ao longo de diversos álbuns. Não que os Saga não merecessem... Ler mais
White Riot: quando o punk inglês lutou contra os nazis
Realizado por Rubika Shah, “White Riot” (2019, 2020) é um documentário que nos conta a história dos anos mais efervescentes da organização política (sem concorrer a eleições) e cultural Rock Against Racism (RAR), fundada em 1976 em Inglaterra. Com um título sacado de uma música dos The Clash (que,... Ler mais
Quando Dani Filth se encontrou com Doug “Pinhead” Bradley

Pusemos o vocalista dos Cradle of Filth, Dani Filth, e a estrela de “Hellraiser”, Doug Bradley, numa sala para conversarem sobre terror, metal e esqueletos debaixo do soalho.

Ler mais
At the Gates “Slaughter of the Soul”: o álbum que mudou o metal para sempre

Com o álbum “Slaughter of the Soul”, de 1995, os suecos At the Gates abriram um novo caminho ao metal.

Ler mais
Marilyn Manson: a história de “Holy Wood (In The Shadow Of The Valley Of Death)”

Em 2000, Marilyn Manson passou de bicho-papão favorito dos EUA a bode expiatório da tragédia de Columbine. Daí emergiu “Holy Wood” – o seu melhor álbum e o mais sombrio.

Ler mais
Motörhead “Ace Of Spades”: se gostas de jogar, eu sou o teu homem

Criados em 1975 pelo incontornável Ian ‘Lemmy’ Kilmister, oriundo dos psicadélicos Hawkwind, os Motörhead lançaram quatro álbuns entre 1977-1979, com “Overkill” e “Bomber” a serem bons êxitos no Reino Unido. Considerados até então como uma banda de rock n’ roll, os londrinos passariam a ingressar as fileiras da NWOBHM com “Aces Of Spades”, lançado em Novembro de 1980.

Ler mais