“Kuolleen maan omaksi” é, em suma, dedicação ao caos, um abismo imersivo que nos expiará todas as melancolias e sofrimentos – a morte sem... Väki “Kuolleen maan omaksi”

Editora: Redefining Darkness Records (EUA) / Saturnal Records (Europa)
Data de lançamento: 17.07.2020
Género: black metal
Nota: 3.5/5

“Kuolleen maan omaksi” é, em suma, dedicação ao caos, um abismo imersivo que nos expiará todas as melancolias e sofrimentos – a morte sem sabermos que estamos mortos.

Depois do primeiro EP lançado em 2017, os Väki reaparecem com a estreia em LPs com edição nos EUA e na Europa. Neste “Kuolleen maan omaksi”, os finlandeses proporcionam-nos uma experiência introspectiva através de um black metal mais grave e menos estridente do que o normal, muito devido à distorção/efeitos de uma dupla de guitarras mais abafada, mais death metal mas a produzir, ainda assim, black metal.

A melodia não casa muito com os sacramentos de Väki, sendo que os nórdicos preferem expandir a sua imaginação criativa para campos mais dissonantes e perturbadores quando se atiram por profundos vales quase ritualistas e muitíssimo maníacos. Quando a bússola aponta para o lado oposto, a banda consegue ser veloz e histérica, por vezes quase a roçar uma iluminação que, como verificaremos, não acontecerá.

Como a press-release refere, e bem, este álbum é um «turbilhão de sombras assustadoras e espectrais». Negro a toda a largura e comprimento, os Väki criam atmosferas geladas em direcção ao Grande Vazio onde seremos submissos, punidos e aniquilados, pelo menos espiritualmente.

“Kuolleen maan omaksi” é, em suma, dedicação ao caos, um abismo imersivo que nos expiará todas as melancolias e sofrimentos – a morte sem sabermos que estamos mortos.