“Revelator” é o título do aguardado regresso dos vanguardistas The Amenta e será lançado em Fevereiro de 2021 pela Debemur Morti Productions. Entretanto, depois... The Amenta: novo single “An Epoch Ellipsis”

“Revelator” é o título do aguardado regresso dos vanguardistas The Amenta e será lançado em Fevereiro de 2021 pela Debemur Morti Productions.

Entretanto, depois do primeiro single “Sere Money”, a banda avança com “An Epoch Ellipsis”, que podes ouvir abaixo.

Em declarações à Metal Hammer Portugal, o homem dos samples e das programações, Timothy Pope, diz que, «obviamente, muita coisa mudou» desde “Flesh Is Heir”, o último álbum lançado em 2013. «Uma das razões pelas quais houve tanto tempo entre os lançamentos é que queríamos experimentar uma nova direcção. Não tínhamos absolutamente nenhum interesse em repetir-nos e gravar uma segunda parte de “Flesh Is Heir”. Em vez disso, limpámos a lousa completamente e começámos do início, e encontrámos novas maneiras de tocar e gravar com novos instrumentos e novas técnicas. Como resultado, “Revelator” tem uma variedade de novos sons em The Amenta. Com o death metal e black metal a que as pessoas estão acostumadas, temos elementos de post-punk, death rock, doom metal e noise. Desta vez, o objectivo passava por introduzir mais ambiência e escuridão nas gravações. As batidas explosivas são óptimas, mas queríamos abrir as músicas ritmicamente para que as partes tivessem oportunidade de respirar.»

Sobre o que esperar do disco, Timothy Pope esclarece: «É o nosso álbum mais variado. Há uma música baseada guitarra acústica que pode ser inesperada para as pessoas que conhecem as nossas outras músicas. Claro que ainda existe a fealdade e a brutalidade habituais, mas desta vez isso é temperado com uma sensação mais estranha e misteriosa. É provavelmente o nosso álbum mais confrontacional, porque não oferece a familiaridade fácil que os outros álbuns têm. É estranho e alien. Há momentos de ruído pesado e, de seguida, há momentos de distorção melódica. O Cain [Cressall, voz] superou-se mesmo quando se trata das partes vocais. Ele sempre foi um homem de muitas vozes, mas desta vez captou mesmo uma certa magia.»