O único vazio que este álbum tem é somente o seu nome – que presença avassaladora e nostálgica por parte do... Sepulcros “Vazio”

Editora: Transcending Obscurity Records
Data de lançamento: 12.03.2021
Género: atmospheric death/doom metal
Nota: 4/5

O único vazio que este álbum tem é somente o seu nome – que presença avassaladora e nostálgica por parte do quinteto português!

Finalmente, “Vazio”, o álbum de estreia da banda portuguesa Sepulcros, chegou vindo das profundezas do underground. Estamos a falar de um álbum que está pronto para deixar uma grande marca no mundo do atmospheric death e doom metal português.

Após terem deixado os seus fãs com altas expectativas com o lançamento dos singles “Hecatombe” e “Vazio”, Sepulcros, banda que conta com membros com um pesado currículo no que diz respeito a bandas relevantes como Viles Vitae, Summon, Abominamentum e Candura, oferecem com este lançamento uma nova experiência toda ela rodeada de mistério e escuridão, de fazer suster a respiração dos seus ouvintes.

Álbum poderoso, atmosfera pesada e todo um percurso de destruição acompanhado por uma sensação de calma e caos, chega até a ser hipnótico a forma como os Sepulcros produzem estas músicas. Conseguirem mostrar a sua verdadeira mestria pela capacidade de cruzar estes dois tipos de sentimentos num álbum como este flui perfeitamente. Pode ser descrito como uma tempestade: tanto consegue soar estrondosa e potente como bonançosa e pacífica – é assombrosa a produção deste conjunto. Acreditamos que seja necessário realçar que o único vazio que este álbum tem é somente o seu nome, havendo uma presença avassaladora e nostálgica por parte do quinteto português.

Com fortes influências por parte de colossos como Disembowelment e Dead Congregation, o supergrupo composto por André Hencleeday, Nuno Zuki, Ricardo Towkuhsh, João Seixas e Sérgio Batista oferece “Vazio” ao mundo do metal. Apresentam um futuro claramente sombrio – estamos perante aquela que será uma das várias obras-primas lançadas pelos Sepulcros.