A combinação entre as duas bandas foi suficiente para criar um trabalho diversificado, cheio de peso e ambiências que vão levar... Nadsvest / Necrobode “Ustoličenje smrti / O Triunfo da Morte”

Editora: Iron Bonehead Productions
Data de lançamento: 05.03.2021
Género: black metal
Nota: 4/5

A combinação entre as duas bandas foi suficiente para criar um trabalho diversificado, cheio de peso e ambiências que vão levar o ouvinte a um outro estado mental.

Antes de iniciarmos o texto, tenha-se em mente que o presente trabalho é um split realizado pela união das forças extremas de Nadsvest – banda oriunda da Sérvia e formada por Atterigner (conhecido pelo seu trabalho em Gorgoroth) e Krigeist (guitarrista e vocalista de Barshasketh) – e dos portugueses Necrobode, que, muito embora tenham uma carreira recente, já possuem bons lançamentos no seu portefólio.

A banda responsável por abrir o split é o Nadsvest, que apresenta as músicas “Ustolicenje smrti I” e “Ustolicenje smrti II”. O trabalho é bastante interessante, e, apesar de soar visceral, directo e grotesco, o instrumental soa melódico através dos seus riffs de guitarra, ambiências atmosféricas criadas pelos teclados ao fundo e uma bela criatividade na utilização das vozes. É um trabalho que remonta directamente aos anos 1990 e ao black metal praticado pelos noruegueses.

Necrobode é uma banda relativamente nova no cenário português e mundial, tendo lançado a demo “Metal Negro da Morte” (2018), o álbum “Sob o Feitiço do Necrobode” (2020) e agora, em 2021, este novo split.

O black metal praticado pela banda é cavernoso, odioso e obscuro, possuindo um belo trabalho nos riffs de guitarra e diferenciando-se do black metal norueguês. Assim, os Necrobode parecem ter desenvolvido uma sonoridade que mistura as guitarras do black metal com as do death metal, mas longe de soar como uma banda de black/death metal.

Ao contrário do grupo anterior, os Necrobode apresentaram três músicas – “Peste Negra”, “Pisados Pelos Cascos” e “Inferno Escarlate” –, sendo definitivamente uma tríade infernal, que perpassa pelos sentimentos mais profundos e doentios da mente humana.

A sensação criada pela sonoridade é de desespero e ansiedade em certos momentos, talvez pela intenção sonora e estilo de mistura utilizada. Facto é que conseguiram causar diferentes sensações – e esse é o papel da arte, não é?

No geral, é um split que vai agradar a gregos e a troianos, sendo um excelente registo para os fãs de black metal. A combinação entre as duas bandas foi suficiente para criar um trabalho diversificado, cheio de peso e ambiências que vão levar o ouvinte a um outro estado mental.