A afinar uma sonoridade distinta desde a sua concepção em 2010, os Metalwings prometem agitar as águas da cena metal sinfónica. A Metal Hammer... Metalwings: há beleza no metal

Género: metal sinfónico
Origem: Bulgária
Último lançamento: For All Beyond (2018)
Editora: independente
Links: Facebook | Bandcamp
Entrevista: Joel Costa | Review: Diogo Ferreira

A afinar uma sonoridade distinta desde a sua concepção em 2010, os Metalwings prometem agitar as águas da cena metal sinfónica. A Metal Hammer Portugal dá a conhecer o colectivo búlgaro.

O nosso próximo álbum abrirá certamente um novo capítulo no mundo do metal sinfónico.

“For All Beyond”: «Quisemos com este disco apresentar ao mundo um trabalho conceptual dentro do estilo do metal sinfónico, que traz a beleza a este género musical, reforçado pelo poder das orquestrações, dos elementos clássicos misturados com as guitarras e do som da viola com os vocais angelicais da Stela Atanasova.»

Temática: «A temática de “For All Beyond” é construída em torno da árvore da vida, que está representada na capa deste disco. Todos os temas são diferentes mas estão, ao mesmo tempo, ligados à ideia de fluidez e da energia da vida que nos rodeia. Tudo gravita à volta das nossas raízes, sonhos, medos e esperanças. Este disco simboliza o ciclo da vida, o princípio e o fim, a luz e as trevas. O elemento que liga todas as nossas músicas é a bondade, a fé e o desejo de encontrar a luz e a felicidade.»

Evolução: «A evolução da nossa sonoridade começou com a mudança de alguns membros. Cada músico trouxe a sua energia e deu um sentido à música. A beleza da música será sempre uma prioridade para nós e estamos agora à procura de novas formas de expressar, enfatizar e fortalecer o seu impacto. O nosso próximo álbum abrirá certamente um novo capítulo no mundo do metal sinfónico.»

Aquilo que os distingue: «Quisemos impor o nosso nome e criar uma distinção no nosso estilo. Como sabemos, cada banda é única naquilo que faz. Todos somos fãs de bandas diferentes mas o nosso desejo é criar a nossa própria identidade no mundo da música e isto não acontece se imitarmos os nossos ídolos. Só acontece se acreditarmos em nós próprios e ouvirmos a música que toca nos nossos corações.»

REVIEW
Metalwings
«For All Beyond»

independente, 2018


A apalpar terreno com singles e um EP, esta banda búlgara acabou por lançar o álbum de estreia ao fim de oitos anos. Há cerca de um ano saiu “For All Beyond”, um disco de 60 minutos que percorre os vários ambientes criativos relacionados ao metal sinfónico. De arranjos orquestrais a atmosferas que embelezam o fundo, de metal directo a padrões mais progressivos e de secções neoclássicas a explosões climáticas, os Metalwings, com a muito boa produção que apresentam, têm grandes hipóteses de virem a ser falados no resto da Europa.