No seu melhor momento de carreira, os cubanos Mephisto transformam as Caraíbas num negro santuário de black metal sinfónico. Mephisto: rebelião caribenha

Origem: Cuba
Género: black metal
Último lançamento: “Pentafixion” (2021)
Editora: WormHoleDeath Records
Links: Facebook | Instagram

No seu melhor momento de carreira, os cubanos Mephisto transformam as Caraíbas num negro santuário de black metal sinfónico. Sabe mais sobre o projecto imediatamente abaixo.

«Trabalhámos muito para que o nome da banda fosse conhecido em todo o mundo de uma vez por todas.»

Objectivos: «“Pentafixion” é o resultado de três anos de trabalho em que sofremos mudanças de formação a meio do processo de gravação, e isso resultou em novos arranjos e um novo som. É a compilação de músicas que nós só tínhamos em maquetes, portanto o resultado é muito variado. O nosso objectivo com este álbum era assinar um contrato com uma editora que nos pusesse no mapa mundial. Trabalhámos muito para que o nome da banda fosse conhecido em todo o mundo de uma vez por todas – e aqui estamos, prontos para rebentar com tudo.»

Conceito: «Não existe um conceito principal, mas vários. O disco contém duas trilogias e temas com referências literárias e mensagens anti-religiosas. Estamos abertos a um mundo de influências pagãs, ocultas, filosóficas, folclóricas e literárias com uma linha de pensamento voltada para a importância do próprio indivíduo e não de uma divindade opressora e doutrinadora que tanto danificou a humanidade. Em relação à música, queremos deixar claro que é possível oferecer riqueza musical com a mistura da música sinfónica e as tendências mais negras do metal.»

Evolução e referências: «Do simples ao complexo. Sempre tivemos em mente fazer um metal negro e sinfónico, mas as condições para tal não existiam quando a banda surgiu, portanto temos incorporado mais trabalho musical e instrumentos conforme as possibilidades – e os músicos que precisávamos para isso surgiram. Agora, a banda está num momento melhor e com o alinhamento mais perfeito que já teve em mais de 30 anos de existência. As nossas referências musicais são Septicflesh, Dimmu Borgir, Emperor, Wagner e Cradle of Filth.»

Review: De Cuba – isso mesmo! -, os Mephisto levam o metal negro, gelado e cerimonial da Escandinávia até às Caraíbas. Numa altura em que os subgéneros do metal já não são ditados por regras geográficas, esta banda prova que a lição pode ser estudada e executada em qualquer parte do mundo. Baseados em black metal, mas com algumas pitadas de death metal (especialmente nos riffs afiados e nas vozes medonhas), reinam os órgãos eucarísticos e alucinantes solos de guitarra em modo shredding. Vale a pena também olhar para o conceito visual de “Pentafixion”, que se debruça na incompreensão talhada nas gerações mais velhas (talvez até um espelho da sociedade cubana) em relação às novidades e a outros modos de vida.