Do Winsconsin chegam os sons extremos do deathcore pela mão dos Mechanically Deboned, um trio que não se furta a criar conteúdo criativo dentro... Mechanically Deboned: fábrica sinistra

Origem: EUA
Género: deathcore
Último lançamento: “Soylent Green” (2009)
Editora: independente
Links: Facebook
Entrevista: João Correia | Review: Diogo Ferreira

Do Winsconsin chegam os sons extremos do deathcore pela mão dos Mechanically Deboned, um trio que não se furta a criar conteúdo criativo dentro do género.

«Musicalmente, queríamos alcançar uma variedade de pessoas diferentes que gostam de diferentes estilos musicais.»

O que esperar: «O nosso objectivo era ajudar a construir a cena metal local, já que a nossa cidade era muito pequena. Todos tínhamos gostos musicais muito distintos, logo, esperávamos criar aquele factor “uau” importante recorrendo a essas diferenças. No entanto, o próximo álbum terá um som um pouco diferente. Estamos a planear seguir um caminho mais sombrio com tons mais graves. »

Conceito: «Acho que éramos apenas miúdos a tentar suceder. Estávamos à procura do nosso som e do que funcionava para nós. Musicalmente, queríamos alcançar uma variedade de pessoas diferentes que gostam de diferentes estilos musicais. Como vocalista, escrevi sobre coisas que estávamos a viver nessa altura. Fosse acerca de zombies, de piratas ou apenas de anedotas, todos nós contribuímos para a música que estávamos a escrever.»

Influências: «O nosso som começou por ser death metal com toques de thrash, mas continuamos a esforçar-nos para ficarmos com um som mais pesado. Agora, temos melhores guturais, gritos e muito mais tonalidades de deathcore. Esta é a direcção que escolhemos seguir desde que o nosso guitarrista faleceu. Não queríamos diluir o talento dele e então decidimos reservar tempo para nos encontrarmos e escolhemos tomar uma direcção diferente. Whitechapel e Six Feet Under são grandes bandas que admiramos. Como vocalista, também obtenho muita inspiração do Matt Skiba, dos Alkaline Trio.»

Review: Com óbvio interesse em promoverem-se as novidades, acaba também por haver espaço para relembrar lançamentos mais antigos de bandas que não querem ficar esquecidas e que até pretendem renascer. Caso disso é Mechanically Deboned com o seu groove metal norte-americano que engloba na sua sonoridade algumas inclinações ao death metal, concretamente em faixas como “Snow White” através da voz robusta e de alguns riffs mais esgalhados e corridos.