É através de death metal melódico que, em "New Load Continue", os Geschlecht nos contam a história de uma pessoa que entrou num videojogo... Geschlecht: carregar e jogar

Origem: Itália
Género: melodic death metal
Último lançamento: “New Load Continue” (2019)
Editora: Time To Kill Records
Links: Facebook | Bandcamp
Entrevista e review: Diogo Ferreira

É através de death metal melódico que, em “New Load Continue”, os Geschlecht nos contam a história de uma pessoa que entrou num videojogo e que terá que passar por todos os níveis para se libertar.

«A história é sobre ter-se força para viver a vida ao máximo e também para não se fugir dela.»

Último lançamento: «”New Load Continue” não é algo que criámos com um objectivo específico em mente. O Amedeo (guitarras) estava a compor algumas demos que tinham mesmo aquela onda de luta entre bosses de videojogos e, basicamente, dissemos: “Por que não fazer um álbum conceptual sobre um videojogo?” Criámos a história, com ideias para o artwork – foi um disco divertido de fazer e esperamos que as pessoas gostem. É um disco muito simples, com partes realmente melódicas, mas também com músicas mais pesadas, e as letras são todas baseadas na história que o álbum narra.»

Conceito: «Há um tipo que é arrastado para um videojogo e a única forma de escapar é terminá-lo, o que exige que ele ajude cinco grandes guerreiros, que lutaram com deuses e demónios para quebrar um feitiço que o último grande inimigo lançou sobre eles, tornando-os constantemente bêbados e impotentes. Ao princípio, o nosso protagonista está contente por estar no jogo e não quer ir embora. Mas, sem estragar a história, o jogo engana-o. A história é sobre ter-se força para viver a vida ao máximo e também para não se fugir dela.»

Evolução e referências: «Estamos constantemente a crescer como pessoas e músicos – amadurecemos, melhoramos a tocar e a escrever, e também descobrimos novas influências. O mais importante é que ganhámos mais confiança e isso ajudou-nos muito durante a criação do álbum, mas é claro que ainda temos um longo caminho a percorrer. Todos ouvimos artistas diferentes, por isso é muito difícil fazer uma lista precisa das nossas referências musicais, mas temos alguns nomes que ouvimos quando estamos juntos, como Rammstein, Meshuggah, Lamb Of God, Pantera, Korn, e também artistas de outros géneros, como Frank Sinatra, Elton John, Weather Report, 50cent, Eminem e vários da Itália.»

Review: Deparamo-nos inúmeras vezes com o facto de muitas bandas quererem finalizar os seus álbuns num tom mais melódico, e é o que acontece com estes italianos ao encerrarem o seu disco de estreia (2019) com a melodiosa “An Infinite Nightmare”. Algures entre o groove metal e o melodeath metal, com uma pitadinha muito breve de djent, os Geschlecht têm a particularidade de unir os mencionados três subgéneros numa composição que surpreende pela positiva.