Influenciados pela história do thrash metal mas sem esquecerem os novos caminhos do género, os espanhóis Electrikeel querem ser uma nova força no seu... Electrikeel: proteger enquanto se magoa

Origem: Espanha
Género: thrash metal
Último lançamento: “To Protect and Sever” (EP, 2019)
Editora: independente
Links: Facebook | Bandcamp
Entrevista e review: Diogo Ferreira

Influenciados pela história do thrash metal mas sem esquecerem os novos caminhos do género, os espanhóis Electrikeel querem ser uma nova força no seu país através da criatividade que apresentem no primeiro EP “To Protect and Sever”.

«Sabíamos que tínhamos de espremer todas as ideias que tínhamos para lançar o nosso primeiro disco o mais rápido possível.»

“To Protect and Sever”: «Quando conversámos pela primeira vez sobre a formação dos Electrikeel, todos sabíamos que queríamos criar um novo thrash metal com uma enorme variedade de influências, mas, mesmo assim, diferente de qualquer coisa ouvida anteriormente. Sabíamos que tínhamos de espremer todas as ideias que tínhamos para lançar o nosso primeiro disco o mais rápido possível, se quiséssemos obter um apoio precoce do público. Depois de alguns meses de intensa composição e gravação rápida, lançámos “To Protect and Sever”, apresentando um crossover-thrash enegrecido, cujos componentes essenciais são a combinação de duas vozes shredding diferentes, o som penetrante de um baixo em overdriven e a distorção de guitarra mais suja, tudo envolto numa bateria rápida da velha-guarda.»

Conceito: «Cada uma das quatro músicas que compõem o EP tem uma mensagem específica que descreve o nosso principal objectivo.
A primeira música e o nome do EP descrevem um mundo distópico onde os ricos literalmente criaram monstros assassinos em massa para proteger toda a sua riqueza. A interpretação disso é que um dia a ganância dos mais ricos pode destruir o mundo.
Em segundo lugar, temos “Wendigo”, que é uma música escrita cheia de raiva e tristeza. Fala sobre a lenda das criaturas das florestas da América do Norte, que eram seres humanos que comiam carne humana para sobreviverem e acabavam por transformar-se em bestas primitivas. Na verdade, é uma metáfora sobre drogas e como elas te transformam num monstro real que se destruirá a si próprio e às pessoas mais próximas.
“One Day Closer To Death” é uma música que nos empurra para fora da nossa zona de conforto. A bateria tribal e a longa duração são uma prova de que os Electrikeel vieram para quebrar os clichés do thrash metal. As letras são um alerta para aqueles que desperdiçam as suas vidas sem fazer absolutamente nada.
A última música é sobre todos deverem saber onde aplicamos os nossos ingredientes essenciais para mostrar como tudo vai ser a partir de agora.»

Sonoridade: «No início tínhamos Toxic Holocaust como referência principal, mas não queríamos copiar o estilo deles como muitas bandas recém-nascidas fazem. Então decidimos deixar isso um pouco de lado. Fizemos uma pesquisa adicional sobre novas bandas de thrash metal e decidimos o que queríamos: thrash rápido de crossover, como Insanity Alert, Municipal Waste ou Power Trip, mas com uma atmosfera sombria e riffs destruidores, como Condor, Bio-Cancer, Lost Society, Terrifier ou Morbid Saint. A produção também foi um dos principais pontos. Mesmo que todos na banda adoremos bandas como Havok ou Municipal Waste, não queríamos ter o som nítido do thrash moderno, por isso aumentámos o baixo distorcido e diminuímos um pouco os vocais para termos um som mais abarrotado, mais como Morbid Saint, Venom, Whiplash e essas bandas da velha-guarda (sempre tentando imitar, mas sem copiar).»

Review: Oriundos de Pamplona, em poucos meses se formaram e lançaram o EP debutante “To Protect and Sever”, um título que fornece um paradoxo inteligente. Conhecedores da história da música pesada, estes espanhóis não esquecem o passado e as bandas que os influenciaram, mas pretendem arrepiar caminho próprio através de um thrash metal intenso, orgânico e orelhudo que une a cena old-school a uma contemporaneidade tantas vezes afecta ao punk/hardcore. Devido a essa união mais recente, o thrash metal tem vivido bons momentos como há muito não se via, e bandas como Electrikeel têm feito uso disso. “To Protect and Sever” é, sem dúvida, um lançamento para se ouvir várias vezes! E que venham mais lançamentos!