O título do artigo é auto-explicativo. Dois vídeos maus. Perdão, muito maus. Contudo, é tudo aquilo de que precisas para receberes o teu fim-de-semana... Dois vídeos muito maus para alegrarem o teu fim-de-semana

O título do artigo é auto-explicativo. Dois vídeos maus. Perdão, muito maus. Contudo, é tudo aquilo de que precisas para receberes o teu fim-de-semana de forma mais animada.

Immortal “Call Of The Wintermoon”

Quando, em 1992, os Immortal editaram o seu disco de estreia “Diabolical Fullmoon Mysticism”, talvez não imaginassem que o vídeo para o tema “The Call of the Wintermoon” fizesse jus ao nome e fosse, também ele, imortalizado. Neste vídeo, os Immortal correm de forma desvairada numa floresta até às ruínas de Lyse Abbey, na Noruega. Tudo isto vestidos e maquilhados a rigor, ora a cuspir fogo ora a produzir expressões faciais tão trve e kvlt, que nem percebemos bem se nos é permitido rir disto. E achamos que aparece um mago por lá, ou coisa assim. Abbath, que assumiu que o vídeo havia sido uma péssima decisão, chegou a partilhar que naqueles tempos a banda era suficientemente estúpida para cair nesta asneira e disso não podemos discordar!

-/-

Trollech “Ve stinu starych dubu”

Quase podíamos dizer que esta pérola dos Trollech (colectivo checo formado em 1999) saiu das mesmas mãos do realizador do vídeo dos Immortal. Mas não. Com os membros da banda a surgir um após o outro em locais diferentes de uma floresta para desaparecerem logo a seguir de forma deselegante (como se puxassem a filmagem atrás), “Ve stinu starych dubu” oferece-nos uma daquelas histórias que nunca nos passaria pela cabeça. É que aqui não se pouparam a ideias! Há planos onde os músicos tocam com os pés enterrados numa poça de água, cobertos de folhas até ao pescoço (se aguentarem até ao fim dos créditos podem verificar que até o cameraman foi vítima deste ataque), abraçados a árvores, a correrem desajeitadamente por entre um riacho, deitados com os instrumentos… Enfim, só mesmo visto! Mas há que perdoá-los não só porque têm “troll” no nome mas porque a música tem qualidade. Não pode é ser ouvida juntamente com o vídeo.