Se é um ciclo que se fecha ou que se reabre, só o tempo dirá a Tuomas Saukkonen, mas “Waves” é uma realidade quase... Dawn Of Solace “Waves”

Editora: Noble Demon
Data de lançamento: 24.01.2020
Género: doom/gothic metal
Nota: 3.5/5

Dawn Of Solace pode não ser um nome que à partida suscite curiosidade nas pessoas menos interessadas em absorver novidades – e há uma razão para isso, pois este projecto de Tuomas Saukkonen estava adormecido desde 2006 e, entretanto, o finlandês dedicou-se a outras empreitadas como Wolfheart.

Pois bem, quase 15 anos depois de “The Darkness”, o compositor ressuscitou o seu projecto mais pessoal e recuperou até si a voz de Mikko Heikkilä, vocalista com quem já tinha colaborado em Black Sun Aeon e que antes ficara conhecido com os agora extintos Sinamore.

Mesmo que seja algo mais pessoal, Dawn Of Solace não foge muito da sonoridade que Saukkonen sempre nos habituou, por isso “Waves” trata-se de um álbum em que se cruza doom e gothic metal com algum melodic death metal, ainda que neste caso esse último rótulo seja menos existente.

Ao longo de oito faixas reina uma sensação de lamento constante suportado por guitarras melódicas que tanto libertam tristeza e desespero como nos incutem a procurar por um lugar mais luminoso à medida que esta viagem melancólica ganha corpo – é assim tão belamente paradoxal, pelo menos em termos estéticos. Depois, a atmosfera criada por um todo é salpicada também por alguns arranjos de piano que não tornam o disco épico mas que lhe dão mais cor.

Claro que estaremos sempre mais atentos à forma como Saukkonen produz as suas ideias – afinal é ele o compositor –, mas “Waves” ganha um ambiente muito particular com a característica voz de Heikkilä, um vocalista pleno de uma capacidade cativante que cruza execuções melódicas e limpas com traços graves aqui e ali, uma sensação orgânica que regressa e que satisfará os fãs deste cantor.

Se é um ciclo que se fecha ou que se reabre, só o tempo dirá a Tuomas Saukkonen, mas “Waves” é uma realidade quase 15 anos depois e agradará aos seguidores de um músico acarinhado.