A Metal Hammer Portugal seleccionou uma lista de 10 músicas sobre a II Guerra Mundial. Para ouvir: 10 músicas sobre a II Guerra Mundial

A Metal Hammer Portugal seleccionou uma lista de 10 músicas sobre a II Guerra Mundial.

-/-

Banda: Iron Maiden
Música: The Longest Day
Álbum: A Matter of Life and Death (2006)
O que culminou no desembarque do Dia D (06.06.1944) com vista a libertar a Europa continental do regime nazi tinha o código de Operação Overlord. O chamado dia mais longo da II Guerra Mundial foi imortalizado primeiramente em livro, depois em filme (1962), com John Wayne no elenco, e por fim numa música da Dama de Ferro.
“Aces High”, com a Batalha da Grã-Bretanha como fundo, é outra referência ao conflito no catálogo dos Maiden.

«Overlord – your master, not your God
The enemy coast dawning grey with scud
These wretched souls puking shaking fear
To take a bullet for those who sent them here
The world’s alight, the cliffs erupt in flame
No escape, remorseless shrapnel rains
Drowning men, no chance for a warrior’s fate
A choking death, enter hell’s gates»

-/-

Banda: Megadeth
Música: Take No Prisoners
Álbum: Rust In Piece (1990)
Numa música que tanto descreve o horror de se matar outro homem como de se ficar mutilado, exigindo ainda que uma nação faça algo pelos veteranos, os Megadeth colocam-nos no cenário de desembarque na Normandia.

«Going to war, give ‘em hell, d-day, next stop Normandie
Beginning of the end, we know how to and sure shit we’ll win
War is peace, sure man, a retreat for the damned
A playground for the demented, a haven for those who walk this world, bereft of heart and soul»

-/-

Banda: Sabaton
Música: Primo Victoria
Álbum: Primo Victoria (2005)
Ainda na mesma paisagem dos temas anteriores, os Sabaton têm em “Primo Victoria” a sua música mais conhecida, que relata à boa maneira épica dos suecos o desembarque das tropas aliadas rumo à penetração de França e de todo o território ocidental controlado pelos nazis.

«Through the gates of hell
as we make our way to heaven through the nazi lines
Primo Victoria
On the 6th of June
on the shores of western Europe 1944
D-day upon us»

-/-

Banda: Slayer
Música: Angel Of Death
Álbum: Reign In Blood (1986)
Para além de famosa pela sua influência na evolução do thrash e speed metal, “Angel of Death” está também envolta em controvérsia devido às letras de Jeff Hanneman, que expõem as experiências levadas a cabo por Josef Mengele em judeus aprisionados em Auschwitz, o mais infame campo de concentração nazi situado na Polónia.

«Sadistic, surgeon of demise
Sadist of the noblest blood
Destroying, without mercy
To benefit the Aryan race
Surgery, with no anesthesia
Feel the knife pierce you intensely
Inferior, no use to mankind
Strapped down screaming out to die»

-/-

Banda: Civil War
Música: The Mad Piper
Álbum: Gods And Generals (2015)
Esta música dos Civil War faz-nos regressar ao Dia D e canta-nos a faceta corajosa de Bill Millin (1922-2010), soldado escocês que tocou a sua gaita-de-foles enquanto os camaradas desembarcavam. Num artigo do The Economist relata-se que os snipers alemães o tiveram na mira e só não dispararam por piedade a um louco.

«Let me tell you some more ’bout Normandy
And a name that will shine eternally
A lad who was sent to a place you know well
To play for his comrades on the road to Hell»

-/-

Banda: 3 Inches Of Blood
Música: Storming Juno
Álbum: Long Live Heavy Metal (2012)
De modo a prestar homenagem aos compatriotas que a 6 de Junho de 1944 tomaram a praia de Juno (umas das cinco do Dia D), os canadianos 3 Inches Of Blood criaram esta “Storming Juno”, que pertence ao último álbum da carreira, lançado três anos antes da separação.

«Winded by the shockwave
Bullets grazed my body
Listening to the sounds of all my brothers dying
I may live to see my family again
But Juno I’ll re-live until my final day»

-/-

Banda: Blaze Bayley
Música: City Of Bones
Álbum: Promise And Terror (2010)
Dos palcos de guerra franceses para a União Soviética, o ex-vocalista de Iron Maiden utilizou “City Of Bones” para cantar sobre o cerco de Leninegrado (1941-44) pelas tropas nazis. O cerco durou perto de 900 dias, com os soviéticos a prevalecerem. Entre mortos, feridos, capturados e desaparecidos contaram-se cerca de 5 milhões de baixas.

«The flood of death all around
But from your soul is the sound
The sound of defiance and pride
To prove your spirit’s alive
The seventh symphony calls
To beyond city walls
Surrounded for 900 days
But you will never give way»

-/-

Banda: Sodom
Música: Stalinorgel
Álbum: Better Off Dead (1990)
Ainda em solo soviético, “Stalinorgel”, dos germânicos Sodom, representa um ponto de viragem na II Guerra Mundial, quando o Exército Vermelho expulsou as forças nazis da cidade de Estalinegrado. A partir de 1943, a Wehrmacht começou a perder território e, consequentemente, a guerra.

«Snow covered Russian winter
There’s nothing shining bright
Resistance in December
Against the deadly light»

-/-

Banda: Sacred Reich
Música: Sacred Reich
Álbum: Ignorance (1987)
Com o seu tema de título homónimo, estes veteranos norte-americanos têm a Blitzkrieg como pano de fundo numa música composta por uma letra que versa sobre a ascensão, a revolta interna e a queda do Terceiro Reich.

«His Nazi army to control the world
Exterminate those who stand in his way
Evil butchers know just what to do
Killing millions of Russians and Jews
Can this madman be stopped
Is there hope for world peace
We must kill Hitler
To stop this Nazi disease»

-/-

Banda: Wolfheart
Música: Hail Of Steel
Álbum: Wolves Of Karelia (2020)
Com um álbum dedicado à Guerra de Inverno, este conflito, que opôs Finlândia e União Soviética, foi um dos momentos pivotais do início da II Guerra Mundial. Entre Novembro de 1939 e Março de 1940, as forças finlandesas lutaram pela independência que conseguiram manter.

«The blood that stains your trench red
An offering, obvious sacrifice
These lands belong to the north
These are the woods where wolves of Karelia rule»

-/-