Lembras-te daquele documentário que querias muito ver, mas nunca tiveste tempo? Ou aquele que te aconselharam, mas que ficou esquecido na watchlist? Ou ainda... Para ver: 10 documentários imperdíveis

Lembras-te daquele documentário que querias muito ver, mas nunca tiveste tempo? Ou aquele que te aconselharam, mas que ficou esquecido na watchlist? Ou ainda aquele que viste há muitos anos, mas que te vai saber bem rever? Deixamos-te as nossas sugestões.

-/-

Some Kind of Monster (2004)
O que começou por ser um documentário com a intenção de mostrar a criação de “St. Anger” (2003), transformou-se na exposição das relações pessoais e das lutas criativas no seio dos Metallica. Nele detalha-se a saída de Jason Newsted, os desentendimentos entre James Hetfield e Lars Ulrich, as sessões de terapia e uma conversa com Dave Mustaine.

-/-

Until the Light Takes Us (2008)
Com especial foco em Fenriz (Darkthrone), Varg Vikernes (Burzum) e Frost (Satyricon), este documentário mergulha no black metal norueguês de um ponto de vista mais pessoal dos intervenientes e não tanto sobre a sua posição artística/criativa nas suas bandas e no panorama.

-/-

Satan Rides the Media (1998)
De uma perspectiva mais jornalística, este documentário debruça-se sobre o controverso Varg Vikernes (Burzum), figura do black metal norueguês ligado a igrejas incendiadas e ao homicídio de Euronymous (Mayhem).

-/-

Last Days Here (2011)
Bobby Liebling (Pentagram) é uma das figuras mais problemáticas do universo metal, e a sua vida é uma autêntica montanha-russa alimentada a drogas e paranóia. Neste filme, o amigo e agente Sean ‘Pellet’ Pelletier luta para que Liebling recomponha a sua vida e volte aos palcos.

-/-

Anvil! The Story of Anvil (2008)
Ao longo de cerca de 80 minutos, este rockumentary entra nas vidas pessoais e profissionais dos canadianos Anvil, uma banda que era tida como a next big thing nos anos 1980. Já no Séc. XXI, o filme expõe as dificuldades que os membros dos Anvil enfrentam no seio familiar e na estrada.

-/-

Salad Days (2014)
Se na Europa dos anos 1980 dominou o heavy metal, nos EUA reinou o hardcore. Neste documentário realizado por Scott Crawford olha-se para o desenvolvimento da cena hardcore em Washington DC, com depoimentos de Ian Mackaye (Minor Threat, Fugazi), Henry Rollins (Black Flag), entre muitos outros.

-/-

Hated: GG Allin and the Murder Junkies (1993)
Realizado por Todd Phillips (“The Hangover Trilogy”, “Joker”), os cerca de 50 minutos deste filme são sobre o infame GG Allin, conhecido e venerado na cena punk mais extrema devido aos seus comportamentos violentos e obscenos.

-/-

Sound City (2013)
Produzido e realizado por Dave Grohl (Nirvana, Foo Fighters), o filme conta a história de um dos estúdios mais emblemáticos da indústria musical onde foram gravadas bandas como Nirvana, Slipknot, Rage Against the Machine, Kyuss, entre outras. Grohl compraria a mesa analógica para o seu estúdio e deste documentário saiu um disco com a participação de nomes como Corey Taylor, Josh Homme, Paul McCartney, Trent Reznor, o próprio Dave Grohl, entre outros.

-/-

Liberation Day (2016)
Polémicos à custa do seu conceito militarista e autoritário erradamente visto como fascista, seria impensável uma banda como Laibach pisar solo norte-coreano, mas tal aconteceu em 2015! O filme do excêntrico Morten Traavik acompanha os passos e o concerto dos Laibach em Pyongyang.

-/-

Searching for Sugar Man (2012)
Mesmo que não seja sobre metal, este é um filme obrigatório para todos os melómanos devido à narrativa que detalha a intensa busca por Sixto Rodriguez, músico norte-americano que, estranhamente, se tornou num fenómeno de culto durante o Apartheid na África do Sul.