Com o Vagos Metal Fest 2019 à porta (decorre entre 8-11 de Agosto), a Metal Hammer Portugal faz uma selecção de músicas que todos... Vagos Metal Fest 2019: as músicas que queremos ouvir

Com o Vagos Metal Fest 2019 à porta (decorre entre 8-11 de Agosto), a Metal Hammer Portugal faz uma selecção de músicas que todos gostaríamos de ver interpretadas neste evento.

“Bewitched” – Candlemass
A escolha que recai sobre Candlemass é facílima de se prever: trata-se de “Bewitched”, tema histórico pertencente ao álbum “Nightfall” de 1987. Ao ouvir-se “Bewitched”, toda a Quinta do Ega será transportada ao final da década de 1980 e todos terão na cabeça aquele icónico e fúnebre vídeo que acabou por ser a imagem de marca da banda muito à custa do ambiente algo cómico.

“I Speak Astronomy” – Jinjer
Apesar de não ter sido o primeiro single do álbum “King Of Everything” (2016), “I Speak Astronomy” foi o tema que colocou os Jinjer nas bocas do mundo, não só pela qualidade cinematográfica do vídeo mas também pela gama vocal de Tatiana Shmailyuk.

“Hammer Smashed Face” (Cannibal Corpse) – Six Feet Under
As setlists dos Six Feet Under em concertos de 2019 têm abordado essencialmente “Haunted”, o primeiro álbum lançado em 1995, com cerca de sete músicas por espectáculo, mas também é sabido que, em actuações mais largas, a banda de Chris Barnes tem executado composições de Cannibal Corpse, banda seminal do death metal norte-americano a que o vocalista pertenceu entre 1988 e 1995. Por isso, o nosso palpite vai para “Hammer Smashed Face” de “Tomb of the Mutilated” (1992).

“Malfeitor” – Watain
Vistos por muitos como o estandarte actual do black metal sem tretas, os Watain vêm a Vagos promover “Trident Wolf Eclipse” (2018) e dele interpretarão certamente algumas faixas, mas a história da banda não é esquecida e “Lawless Darkness” (2010), considerada a obra-prima dos suecos, deverá ser revisitada com “Malfeitor”.

“Humanicide” – Death Angel
A levarem às massas o novíssimo “Humanicide” (2019), a escolha da Metal Hammer Portugal seria “Divine Defector”, desse mesmo álbum, devido à toada death metal do tema, mas, e segundo as mais recentes setlists, os norte-americanos deixam tal música de fora. Sendo assim, queremos ouvir o tema-título de “Humanicide”, uma composição que é tudo aquilo que o thrash metal da Bay Area deve ser: rápido, épico q.b. e orelhudo.

“Mother North” – Satyricon
Ainda que o presente dos Satyricon esteja de boa saúde (tanto musical como físico, visto Satyr estar recuperado de um tumor cerebral) com “Deep Calleth upon Deep” (2018), a importante banda norueguesa tem obrigatoriamente de recuar ao passado com temas significativos como “Mother North”, considerado um dos maiores hinos do black metal.

“Nancy the Tavern Wench” – Alestorm
Carismáticos e continuamente humildes, mesmo com todo o sucesso alcançado, os Alestorm serão a grande fábrica de diversão no Vagos Metal Fest. Com cinco discos bem-recebidos, os piratas escoceses não esquecem a estreia com “Captain Morgan’s Revenge” (2008), o álbum que os catapultou. Por isso, entre todo um possível alinhamento, a Metal Hammer Portugal espera ouvir a power-ballad “Nancy the Tavern Wench”.

“Tidh Ok Ödhe” – Wormwood
Mesmo sabendo de antemão que o concerto dos Wormwood será dedicado à novidade “Nattarvet” (2019), a banda emergente não esquecerá “Ghostlands: Wounds from a Bleeding Earth” (2017). Contudo, e tendo em conta as setlists conhecidas, os suecos não interpretarão a nossa favorita “Tidh Ok Ödhe”, que mesmo assim incluímos neste rol.

“Suffer the Children” – Napalm Death
Com uma carreira iniciada no longínquo ano de 1981, Napalm Death é uma banda incontestável no que à evolução do death metal / grincore / punk-hardcore diz respeito. Quinze é o número de LPs que os britânicos já lançaram, por isso haverá, certamente, uma dificuldade inerente a esse facto quanto à escolha de temas a incluir numa setlist. Todavia, sabe-se que os Napalm Death têm tocado 6-7 temas de “Scum” (1987) nos concertos de 2019, mas a eleição pessoal da Metal Hammer Portugal recai em “Suffer the Children” do álbum “Harmony Corruption” (1990). Obviamente, a cover “Nazi Punks Fuck Off” (original dos Dead Kennedys) não será obliterada do concerto.

“S.O.S.” – Stratovarius
Colectivo motriz do power metal, os Stratovarius vêm impressionando desde 1985. Com 16 álbuns na colecção discográfica, “Destiny”, de 1998 e ainda com Timo Tolkki na guitarra, é considerado o magnum opus dos finlandeses. Portanto, todos contamos ouvir a poderosa “S.O.S.” com um Timo Kotipelto (voz) em forma.

Outras publicações: