Ainda a promoverem "Fall Of Tyranny" (2016), os Dramatica lançarão o segundo disco ainda em 2019 com os olhos postos no terceiro longa-duração. Dramatica: contra a tirania

Género: heavy metal
Origem: EUA
Último lançamento: “Fall of Tyranny” (2016)
Editora: independente
Links: Facebook | YouTube
Entrevista e review: Diogo Ferreira

Ainda a promoverem “Fall Of Tyranny” (2016), os Dramatica lançarão o segundo disco ainda em 2019 com os olhos postos no terceiro longa-duração.

«O nosso som é muito clássico, principalmente o de bandas de metal dos anos 1980.»

Objectivos: «Tem sido um desafio porque todos nós vivemos em cidades diferentes nos EUA. O Mark Boals tinha um espectáculo residente em Las Vegas, o Micheal Vescera teve alguns grandes projectos no Japão (incluindo um álbum #1 de metal infantil com a Disney!) e o Mark Zonder estava ocupado em digressões com Warlord e Graham Bonnet. Então, gravar era um objectivo por si só. Mas agora temos mais de 30 músicas gravadas e serão lançadas em três álbuns diferentes. “Fall Of Tyranny” é o primeiro álbum; o próximo está quase pronto e sai no Outono.»

Conceito: «”Fall Of Tyranny” é sobre a realidade e as mudanças que estão a acontecer no mundo de hoje. É sobre estar-se ciente e não deixar forças tirânicas conquistarem o mundo, ou controlar-nos.»

Sonoridade: «O nosso som é muito clássico, principalmente o de bandas de metal dos anos 1980. Então, queríamos manter o som o mais orgânico e real possível. O nosso processo de gravação é muito antigo – micros nos amplificadores, bateria real. Sem absolutamente nenhum trigger e sem modelagem de amplificadores. Também evitamos hiper-edição; por isso, o desempenho é captado com erros e tudo o que dá carácter ao álbum. Não gostamos da máquina ‘perfeita’.»

Influências: «Metallica (pré-“Black Album”), Megadeth, Mercyful Fate, King Diamond, Donzela, Slayer, Testament, Sabbath… Podem ouvir pequenas homenagens que fazemos a essas bandas por todo o álbum.»

Futuro: «O nosso segundo álbum está quase completo. Tenho que terminar uma linha de baixo, misturar o álbum, e pronto. Depois, terminar o terceiro álbum!»

Review: Conhecidos como Decadence entre 1989 e 1993, este grupo norte-americano até teve air-play e partilhou palcos com Pantera. Vinte anos depois voltaram a reunir-se e lançaram “Fall of Tyranny” em 2013. Claramente baseados em heavy metal tradicional, mas mais americano do que inglês, o quinteto que se divide por vários Estados da América do Norte acaba por evidenciar flagrantes influências em Iron Maiden, como se pode ouvir no poderoso e cativante tema “Gallows” que abre o álbum que ainda promovem.

Outras publicações: