“Symphony of Destruction” (Megadeth): de thrashers do underground a realeza do mainstream
Os pesos-pesados ​​do thrash estavam a caminho da grandeza em 1992, mas uma invasão mainstream escapara-lhes até então. Isso estava prestes a mudar… Perto do fim de 1991 – apenas alguns meses após o álbum mais recente dos Megadeth, “Rust In Peace”, ter ganho o terceiro disco de ouro... Ler mais
[Cena Metal] Nepal: metal na terra de Buda
Das poucas vezes que se fala de um país como o Nepal, crê-se que as únicas coisas que, neste cantinho da Europa, sabemos sem grande dificuldade é que lá se ergue o Monte Evereste (o ponto mais alto do planeta com 8848m de altura) e que lá nasceu Siddhartha... Ler mais
Amorphis: 25 anos de “Tales from the Thousand Lakes”
Na ressaca de álbuns altamente importantes para a evolução do death metal melódico, como “The Red in the Sky Is Ours” (1992), dos At The Gates, que incluía violinos, um instrumento atípico no que a esse subgénero diz respeito, os Amorphis lançavam, em 1994, um dos álbuns que elevou... Ler mais
Samael: 25 anos de “Ceremony Of Opposites”
BackgroundFundados em 1987, os suíços Samael tiveram os seus primeiros anos fortemente inspirados em bandas como Hellhammer e Celtic Frost, duas das seminais bandas de black metal e que eram, ao mesmo tempo, compatriotas. Obscuros, opressivos e blasfemos, os Samael lançaram o primeiro álbum “Worship Him” em 1991 e... Ler mais
Emperor: 25 anos de “In The Nightside Eclipse”
Cada banda tem a sua própria agenda e numa altura tão feroz como os primeiros cinco anos dos 1990s, a agenda transversal de várias bandas de black metal seria, provavelmente, chocar, incendiar e até matar. Decorria o ano de 1994 e os Emperor tinham uma tarefa composta somente pela... Ler mais
Perdidos no Arquivo: Bigelf
Um começo pungente (1991-1997)Os Bigelf tiveram um início relativamente inusitado com o objectivo de produzir música psicadélica com uma alma muito à anos 1970, mas com uma toada a pender para o stoner e o mais alternativo. Não era sem tempo, pois, em 1991, a banda formou-se numa das... Ler mais
Immortal: 20 anos de “At The Heart Of Winter”
Guitarra ao ombro, posição de caranguejo e pintura à bolacha Oreo. É assim que se cria um cosplay de Immortal, mesmo que a marca imagética da banda talvez passe a ser mal vista por Demonaz e Horgh, pois todos sabemos porquê: Abbath já não é um sacerdote de Blashyrkh... Ler mais
Agalloch: 20 anos de “Pale Folklore”
«Se o adjectivo “magnífico” só pudesse ser utilizado para descrever um disco, então “Pale Folklore” seria um sério candidato a essa distinção.» O primeiro capítulo dos norte-americanos Agalloch deu-se em 1999 com a edição de “Pale Folklore”, um disco muito diferente de tudo aquilo que se tinha ouvido até... Ler mais
Laurus Nobilis 2019: vira o disco e não toca o mesmo
As areias do tempo não param e aproximam-se rapidamente do primeiro dia do Laurus Nobilis 2019 que, por sinal, tem só o melhor cartaz da história do festival até à data. Vacas sagradas como Hypocrisy, Entombed A. D., Samael, Soilwork, Fleshgod Apocalypse e Crematory, todas têm duas coisas em... Ler mais
A quanto está o vil metal, hoje?
Van Gogh, Gauguin, Monet, Vermeer, Cezanne. Artistas incompreendidos na sua época. Quem diz estes, poderá dizer outros além da pintura, claro está. Digamos apenas que já não estavam em casa quando o sucesso lhes bateu à porta. E esta afirmação abre outras portas. Entendamos o sucesso como o reconhecimento... Ler mais