No geral, até é giro, mas, com excepção de dois ou três temas, acaba por não voltar a rodar muitas vezes. Black Crucifixion “Lightless Violent Chaos”

Editora: Seance Records
Data de lançamento: 03.06.2019
Género: black/gothic/doom metal
Nota: 3/5

Ver o nome da banda e o nome do disco lado a lado dá logo o pensamento de que se trata de um disco de black metal escandinavo do mais agressivo que pode haver; no entanto, a versão actual dos finlandeses Black Crucifixion está até muito longe desse tipo de sonoridade.

O trio performa uma mistura de gothic e doom metal com uma certa dose de progressão e uma carga monumental de melancolia e negridão. Depois de uma intro de dois minutos e meio, “Black Hole Metal” abre o álbum com uma colectânea de riffs caústicos e alguma velocidade; porém, termina um quanto cedo demais, dando lugar a um dos melhores temas do disco: “Free of Light”, em que figura um interessante dueto entre guitarra acústica e eléctrica, e algumas das melhores melodias do disco. Também merecedora de ser referida é “Of The Godless And The Brave”, que se apresenta como um dos temas mais enérgicos e cativantes deste disco que não chega aos 40 minutos.

É pena existir falta de consistência no álbum. Os Black Crucifixion provam ter qualidade, mas muitas vezes, neste “Lightless Violent Chaos”, a atenção do ouvinte há-de dispersar-se, ficando com a sensação de que a banda pode fazer melhor porque o fez noutros momentos do álbum. E depois acaba…

No geral, até é giro, mas, com excepção de dois ou três temas, acaba por não voltar a rodar muitas vezes.

Outras publicações: